Ongame comenta o fim do suporte de gunbound!

Ir em baixo

Ongame comenta o fim do suporte de gunbound!

Mensagem por Coca Cola em Ter 26 Jul 2011 - 3:36

Multitap: Como surgiu a Ongame? Porque a opção for focar em MMO online?
William Lopes: O Brasil era um mercado considerado jovem e com muito potencial para os MMO’s, principalmente pelo número de jogadores brasileiros que estavam em comunidades americanas e européias, por pura falta de opção de uma comunidade inteiramente brasileira. Isso significava que os brasileiros não queriam apenas jogar sozinhos ou com um pequeno grupo de amigos numa lan house. Eles queriam jogo e comunidade, que é o principio básico de um MMO, e foi isso que a Ongame trouxe para os jogadores do Brasil, uma comunidade com identidade nacional, servidores locais e suporte em português.
Multitap: Porque escolheu lançar Gunbound no Brasil?
William Lopes:Na época que a Ongame surgiu no Brasil, estávamos entre três ou quatro jogos diferentes para lançar. Os fatores que fizerem com que o Gunbound fosse o escolhido são muitos: o fato de ser um jogo já conhecido dos brasileiros, que jogavam no servidor internacional, ter baixa especificação técnica, ou seja, quase todas as máquinas poderiam rodá-lo; e a curva de aprendizado era baixa, fazendo com que atingíssemos mais jogadores, uma vez que a ideia de trazer o Gunbound era popularizar os jogos online no Brasil.
Multitap: Como foi o processo de negociação para representar o game?
William Lopes: Todos os jogos trazidos pela Ongame ao Brasil seguem algumas regras antes do inicio das negociações, são eles:
1 – Analise do Closed Beta e Open Beta do jogo em questão
2 – Realização de testes em ambiente que simule as configurações de internet e maquinas brasileiras
3 – Entrar em contato com a produtora ou produtora do jogo. Às vezes isso segue o caminho inverso, com a produtora do jogo entrando em contato conosco
4 – Negociações. No caso do Gunbound, a Softnyx estava interessada em criar um servidor para os brasileiros, pois ela acompanhava o crescimento do número de jogadores brasileiros em seu servidor internacional. Isso regionalizaria o serviço e ajudaria a não superlotar o servidor internacional.
5 – Assinatura de contrato.
Multitap: No início a Ongame trabalhava só com Gunbound? Quando surgiram os primeiros games?
William Lopes:O Gunbound foi o primeiro jogo trazido para o Brasil. Depois de trazermos um jogo casual, foi a vez de abrirmos as portas para o primeiro MMORPG gratuito, o WYD, que rapidamente caiu no gosto do brasileiro, por ter bons gráficos, sistema de evolução e diversas montarias para o jogado escolher. Isso foi em 2006.
Desde então a Ongame trouxe o Metin 2, Hero Online, ambos MMORPG, depois veio o KickOff que é um jogo de futebol de rua casual, o Asda Story, e o nosso último lançamento, o Kart N’ Crazy. A ultima novidade da Ongame é o portal Ongame, que reúne em um só lugar todas as informações da empresa, bem como uma série de jogos de flash.
Multitap: O trabalho da Ongame trouxe diversas vantangens aos jogadores brasileiros de Gunbound, como conteúdo em português, promoções exclusivas e conteúdos criados para o Brasil, além de um servidor local. Quais foram as ações mais impactantes, ou mais importantes feitas para Gunbound na opinião da Ongame?
William Lopes: Nossa, é difícil resumir seis anos de história em algumas linhas, mas vamos lá: criação de avatares exclusivos para os brasileiros, a participação do Gunbound no Game&Game World Championship [N.E.: campeonato mundial de games], eventos criados por nossos GMs que os usuários gostaram tanto que alguns são pedidos até hoje e até inspiraram eventos parecidos em servidores internacionais. Mas acho que o mais importante foi mostrar pra comunidade internacional que brasileiro gosta sim de jogos online e que todos eles merecem ser respeitados como uma comunidade de gamers.
Multitap: Hoje, o quanto Gunbound representa para Ongame, tanto em volume de jogadores como rendimento?
William Lopes:Por usarmos um cadastro único para todos os nossos jogos, é difícil encontrar um jogador que jogue apenas um dos nossos jogos, então quanto mais novidades trazemos, mas os jogadores se diversificam, ou seja, quando era apenas o Gunbound (casual) e WYD (MMORPG), o publico era bem dividido, mas com a chegada de novos jogos, tanto os casuais, quanto os MMORPGs, os usuário começaram a mudar de jogo dentro da Ongame, então mesmo com o Gunbound sendo importante para a Ongame, seus números são mais baixos que o do WYD, ou mesmo do Metin 2.
Multitap: O que muda em um primeiro momento para o consumidor? A Softnyx oferecerá suporte via Gamemaster brasileiros, ranking local, compra de cash como faz hoje a Ongame?
William Lopes:Essa mudança não irá alterar em nada o resultado final para os brasileiros, nenhuma informação do usuários será perdida ou alterada, apenas irá ocorrer a transferência das contas para o servidor da Softnyx.
Multitap: A Ongame teme pelo seu futuro sem Gunbound? Como a perda da representação do game no Brasil afetará a empresa? Poderia o fim do suporte à Gunbound pela Ongame significar uma maior dedicação aos outros jogos representados pela empresa?
William Lopes: Nós já nos dedicamos aos outros jogos. Cada jogo tem sua própria equipe de GameMasters (GMs), que são alocados de acordo com a necessidade. Quanto mais jogadores, mais GMs. No caso do Gunbound, toda a equipe dele será realocada em outros jogos ou setores, e alguns deles já começarão a trabalhar com o mais novo lançamento da Ongame, o Aika Online, que está em fase final de adaptação de conteúdo.
Multitap: Gunbound era o “carro-chefe” da companhia. Há algum novo “carro-chefe” elegido pela empresa agora? Quem ocupa o “segundo lugar” hoje atrás de Gunbound?
William Lopes:Por incrível que parece, o Gunbound já não era o carro chefe da empresa, hoje em dia temos muito mais jogadores que são fieis ao Metin 2 e WYD. O Gunbound foi apenas a porta de entrada para a Ongame no Brasil, e quanto a isso ele fez um excelente trabalho, e mesmo com o grande numero de jogadores, não consegue mais superar os números de ambos os jogos citados.
Multitap: A Ongame pensa em trazer ao Brasil algum novo game? Qual(is)?
William Lopes: Nós já temos dois contratos fechados para o lançamento de mais 2 jogos em terras brasileiras. O primeiro deles é Aika Online, um MMORPG focado em guerras épicas, com um servidor capaz de agüentar guerras de 1000 vs. 1000 jogadores. Esse jogo recebeu três prêmios no Korean Game Awards, como melhor jogo na escolha dos organizadores, melhor jogo na votação popular e melhor sistema de jogo. Ele já é um sucesso na Coreia, Taiwan e China e está começando a cair no gosto dos americanos e europeus. Mesmo com um gráfico estonteante, o requerimento básico dele não é muito alto, o que fará com que todos possam jogá-lo. Aika Online está previsto para entrar em Closed Beta em junho desse ano.
O outro jogo é o Valiant, que é um jogo de ação sidescrolling 3D, onde o usuário poderá criar seu personagens e encontrar outros usuários para percorrer Dungeons e eliminar os inimigos. A previsão para o Closed Beta desse jogo é setembro desse ano.
Multitap: A empresa trabalha unicamente com jogos estrangeiros. Já pensou em desenvolver internamente algum jogo, ou representar, produzir algum game desenvolvido por outro estúdio brasileiro?
William Lopes: Nós já conversamos com algumas produtoras de jogos nacionais, sempre estamos atentos às novidades desse setor, mas infelizmente, ainda não conseguimos fechar nenhum acordo para a publicação de jogos nacionais. Mas isso é algo que queremos muito fazer, afinal, a Ongame é uma empresa brasileira, e nada seria melhor do que elevar o nome do Brasil na comunidade mundial de jogos online.

Multitap: Como surgiu a Ongame? Porque a opção for focar em MMO online?
William Lopes: O Brasil era um mercado considerado jovem e com muito potencial para os MMO’s, principalmente pelo número de jogadores brasileiros que estavam em comunidades americanas e européias, por pura falta de opção de uma comunidade inteiramente brasileira. Isso significava que os brasileiros não queriam apenas jogar sozinhos ou com um pequeno grupo de amigos numa lan house. Eles queriam jogo e comunidade, que é o principio básico de um MMO, e foi isso que a Ongame trouxe para os jogadores do Brasil, uma comunidade com identidade nacional, servidores locais e suporte em português.
Multitap: Porque escolheu lançar Gunbound no Brasil?
William Lopes:Na época que a Ongame surgiu no Brasil, estávamos entre três ou quatro jogos diferentes para lançar. Os fatores que fizerem com que o Gunbound fosse o escolhido são muitos: o fato de ser um jogo já conhecido dos brasileiros, que jogavam no servidor internacional, ter baixa especificação técnica, ou seja, quase todas as máquinas poderiam rodá-lo; e a curva de aprendizado era baixa, fazendo com que atingíssemos mais jogadores, uma vez que a ideia de trazer o Gunbound era popularizar os jogos online no Brasil.
Multitap: Como foi o processo de negociação para representar o game?
William Lopes: Todos os jogos trazidos pela Ongame ao Brasil seguem algumas regras antes do inicio das negociações, são eles:
1 – Analise do Closed Beta e Open Beta do jogo em questão
2 – Realização de testes em ambiente que simule as configurações de internet e maquinas brasileiras
3 – Entrar em contato com a produtora ou produtora do jogo. Às vezes isso segue o caminho inverso, com a produtora do jogo entrando em contato conosco
4 – Negociações. No caso do Gunbound, a Softnyx estava interessada em criar um servidor para os brasileiros, pois ela acompanhava o crescimento do número de jogadores brasileiros em seu servidor internacional. Isso regionalizaria o serviço e ajudaria a não superlotar o servidor internacional.
5 – Assinatura de contrato.
Multitap: No início a Ongame trabalhava só com Gunbound? Quando surgiram os primeiros games?
William Lopes:O Gunbound foi o primeiro jogo trazido para o Brasil. Depois de trazermos um jogo casual, foi a vez de abrirmos as portas para o primeiro MMORPG gratuito, o WYD, que rapidamente caiu no gosto do brasileiro, por ter bons gráficos, sistema de evolução e diversas montarias para o jogado escolher. Isso foi em 2006.
Desde então a Ongame trouxe o Metin 2, Hero Online, ambos MMORPG, depois veio o KickOff que é um jogo de futebol de rua casual, o Asda Story, e o nosso último lançamento, o Kart N’ Crazy. A ultima novidade da Ongame é o portal Ongame, que reúne em um só lugar todas as informações da empresa, bem como uma série de jogos de flash.
Multitap: O trabalho da Ongame trouxe diversas vantangens aos jogadores brasileiros de Gunbound, como conteúdo em português, promoções exclusivas e conteúdos criados para o Brasil, além de um servidor local. Quais foram as ações mais impactantes, ou mais importantes feitas para Gunbound na opinião da Ongame?
William Lopes: Nossa, é difícil resumir seis anos de história em algumas linhas, mas vamos lá: criação de avatares exclusivos para os brasileiros, a participação do Gunbound no Game&Game World Championship [N.E.: campeonato mundial de games], eventos criados por nossos GMs que os usuários gostaram tanto que alguns são pedidos até hoje e até inspiraram eventos parecidos em servidores internacionais. Mas acho que o mais importante foi mostrar pra comunidade internacional que brasileiro gosta sim de jogos online e que todos eles merecem ser respeitados como uma comunidade de gamers.
Multitap: Hoje, o quanto Gunbound representa para Ongame, tanto em volume de jogadores como rendimento?
William Lopes:Por usarmos um cadastro único para todos os nossos jogos, é difícil encontrar um jogador que jogue apenas um dos nossos jogos, então quanto mais novidades trazemos, mas os jogadores se diversificam, ou seja, quando era apenas o Gunbound (casual) e WYD (MMORPG), o publico era bem dividido, mas com a chegada de novos jogos, tanto os casuais, quanto os MMORPGs, os usuário começaram a mudar de jogo dentro da Ongame, então mesmo com o Gunbound sendo importante para a Ongame, seus números são mais baixos que o do WYD, ou mesmo do Metin 2.
Multitap: O que muda em um primeiro momento para o consumidor? A Softnyx oferecerá suporte via Gamemaster brasileiros, ranking local, compra de cash como faz hoje a Ongame?
William Lopes:Essa mudança não irá alterar em nada o resultado final para os brasileiros, nenhuma informação do usuários será perdida ou alterada, apenas irá ocorrer a transferência das contas para o servidor da Softnyx.
Multitap: A Ongame teme pelo seu futuro sem Gunbound? Como a perda da representação do game no Brasil afetará a empresa? Poderia o fim do suporte à Gunbound pela Ongame significar uma maior dedicação aos outros jogos representados pela empresa?
William Lopes: Nós já nos dedicamos aos outros jogos. Cada jogo tem sua própria equipe de GameMasters (GMs), que são alocados de acordo com a necessidade. Quanto mais jogadores, mais GMs. No caso do Gunbound, toda a equipe dele será realocada em outros jogos ou setores, e alguns deles já começarão a trabalhar com o mais novo lançamento da Ongame, o Aika Online, que está em fase final de adaptação de conteúdo.
Multitap: Gunbound era o “carro-chefe” da companhia. Há algum novo “carro-chefe” elegido pela empresa agora? Quem ocupa o “segundo lugar” hoje atrás de Gunbound?
William Lopes:Por incrível que parece, o Gunbound já não era o carro chefe da empresa, hoje em dia temos muito mais jogadores que são fieis ao Metin 2 e WYD. O Gunbound foi apenas a porta de entrada para a Ongame no Brasil, e quanto a isso ele fez um excelente trabalho, e mesmo com o grande numero de jogadores, não consegue mais superar os números de ambos os jogos citados.
Multitap: A Ongame pensa em trazer ao Brasil algum novo game? Qual(is)?
William Lopes: Nós já temos dois contratos fechados para o lançamento de mais 2 jogos em terras brasileiras. O primeiro deles é Aika Online, um MMORPG focado em guerras épicas, com um servidor capaz de agüentar guerras de 1000 vs. 1000 jogadores. Esse jogo recebeu três prêmios no Korean Game Awards, como melhor jogo na escolha dos organizadores, melhor jogo na votação popular e melhor sistema de jogo. Ele já é um sucesso na Coreia, Taiwan e China e está começando a cair no gosto dos americanos e europeus. Mesmo com um gráfico estonteante, o requerimento básico dele não é muito alto, o que fará com que todos possam jogá-lo. Aika Online está previsto para entrar em Closed Beta em junho desse ano.
O outro jogo é o Valiant, que é um jogo de ação sidescrolling 3D, onde o usuário poderá criar seu personagens e encontrar outros usuários para percorrer Dungeons e eliminar os inimigos. A previsão para o Closed Beta desse jogo é setembro desse ano.
Multitap: A empresa trabalha unicamente com jogos estrangeiros. Já pensou em desenvolver internamente algum jogo, ou representar, produzir algum game desenvolvido por outro estúdio brasileiro?
William Lopes: Nós já conversamos com algumas produtoras de jogos nacionais, sempre estamos atentos às novidades desse setor, mas infelizmente, ainda não conseguimos fechar nenhum acordo para a publicação de jogos nacionais. Mas isso é algo que queremos muito fazer, afinal, a Ongame é uma empresa brasileira, e nada seria melhor do que elevar o nome do Brasil na comunidade mundial de jogos online.



Sign + Nova


Signs,FanBars etc..
Spoiler:
Sign


Meu Fan? Use!


Outros

CrossFire Player


Coca Cola? Eu bebo




A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las.
avatar
Coca Cola
Administrador
Administrador

<b>Mensagens/Posts</b> Mensagens/Posts : 381
Moedas Moedas : 1586
Idade Idade : 23

Compras
   : Dono do Forum!

http://firehacker.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum